Fotos: Celso Garcia/Farol de Notícias

Publicado às 22h00 desta quarta (18)

Após a denúncia feita por um dos colaboradores do Samu da III Macrorregião de Saúde de Pernambuco, em Serra Talhada, relatando atraso de pagamento e problemas com ambulância, na última segunda-feira (16) [relembre aqui], o Instituto de Técnica e Gestão Moderna (ITGM), que administra o Samu, se pronunciou.

NOTA DO ITGM

A ITGM é a gestora do contrato do SAMU e recebe repasses do CIMPAJEÚ para manutenção do serviço de atendimento de urgência e emergência na região.

Os pagamentos das despesas decorrentes da execução do contrato são realizados na medida em que os repasses acontecem. Há quatro meses que os repasses estão em atraso ou incompletos e mesmo assim o serviço vem sendo mantido.

Ao que se tem conhecimento, os atrasos de repasses ao CIMPAJEÚ de alguns municípios e até de valores de responsabilidade da União e Estado, são a causa dessas questões.

O ITGM reafirma o compromisso com todo seu corpo técnico e também na prestação do serviço de excelência, que tem salvado vidas.

Veja também:   Ladrões realizam assalto à mão armada e fogem em direção a ST